Síndrome dos Ovários Policísticos

A Síndrome do Ovário Policístico

Acne, irregularidade do ciclo menstrual, aumento de peso e queda de cabelo, podem ser sinais da Síndrome dos Ovários Policísticos, trata-se de um problema crônico que pode-se manifestar em qualquer momento da vida fértil da mulher, e o diagnóstico pode ser feito através de uma ultrassonografia e o tratamento depende de cada caso.

ovarioO ovário é um órgão que em condições normais tem o tamanho de uma azeitona, e em casos de ovário policístico ele pode até triplicar as suas dimensões, e dentro do ovário policístico existe uma grande quantidade de cistos, que chegam a ter o tamanho de bolinhas de gude, e são cheios de água em seu interior, essa água muita das vezes pode sem proveniente de hormônios ou solução de soro, ter cistos é completamente normal no ovário de uma mulher, porém, nos casos de SOP os cistos chegam a ser tão grandes e em alta quantidade que podem comprimir alguns outros órgãos do corpo humano.

Acredita-se que de 20% a 30% das mulheres em idade reprodutiva também tenham cistos no ovário, oque não significa o aparecimento da SOP, os cistos são mais comuns em mulheres jovens e começam a se formar até dois ou três anos após a primeira menstruação.

O ovário policístico muita das vezes não traz grandes problemas para a mulher, porém, a Síndrome do Ovário Policístico diferentemente pode trazer sim problemas para a mulher, a doença ocorre por conta de uma disfunção hormonal, e é muito séria.

Sintomas de ovários policísticos

sindrome-dos-ovarios-policisticosPara uma paciente ser diagnosticada com a Síndrome do Ovário Policístico, ela precisa apresentar pelo menos três dos sintomas a seguir:

Aumento de peso por causa do desequilíbrio hormonal;

Incidência de pelos no rosto, seios e axilas, as mulheres realmente chegam a ficar com barba e bigode, toda mulher tem testosterona, porém, em casos de Síndrome do Ovário Policístico, a quantidade desse hormônio aumenta de forma desenfreada e a mulher também pode ficar com a voz mais grossa;

Alteração do ciclo menstrual, as menstruações passam a vir com um intervalo cada vez maior, de três, quatro e em alguns casos até cinco meses;

Aparecimento de espinhas;

Incontinência urinária, às vezes a mulher pode ter compressões que atingem até mesmo a bexiga;

Dores pélvicas, pois ocorre a distensão do ovário ocasionando dor;

Náuseas e vômitos, de forma que os sintomas gastrointestinais acabam irritando os intestinos;

Resistência à insulina, podendo fazer com que a pessoa se torne diabética, gerando hipertensão e mais problemas cardíacos.

Diagnóstico e tratamento da SOP

Geralmente a Síndrome do Ovário Policístico é descoberta em consulta ao ginecologista em casos onde a mulher não consegue engravidar. O tratamento para quem tem ovários policísticos ou a Síndrome dos Ovários Policísticos é feito com medicação, e varia de acordo com a idade da paciente, e também com o desejo de ter ou não filhos, e em algumas vezes é necessário se proceder com tratamento cirúrgico. Para ler mais sobre gravidez e ovário policístico visite o link: http://www.ovariopolicistico.com/engravidar/