Clenbuterol: O que é, Aplicações e Efeitos Colaterais

By | June 1, 2015

O que é o Clenbuterol?

Muito tem se falado sobre a atuação de recursos termogênicos na perda de gordura corporal, e dentre todos estes, o Clenbuterol se encontra na categoria dos mais populares. O Clenbuterol possui o nome comercial de Pulmonil, e é um beta-agonista, que por sua vez são receptores adrenérgicos, ou seja, neurotransmissores que podem ter efeitos benéficos ou maléficos sob o organismo quando estimulados de maneira artificial.

clenbuterolO Clenbuterol é uma substấncia criada para o tratamento de asmas de uso veterinário, agindo como broncodilatador, ou seja, realizando a dilatação dos brônquios pulmonares. Esse efeito age na relação de trocas gasosas do sangue, de modo que os brônquios dilatados realizam essa troca com maior eficiência e velocidade, garantindo ao indivíduo maior fôlego, resistência, força e, portanto, maior perda de calorias, sendo este último o maior objetivo procurado pelos usuários.

O Pulmonil é encontrado na forma de gel ou em pó, sendo o gel a maneira mais simples de uso. A sua concentração é de 20μg/ml (micrograma por mililitro) e é embalado em frascos de 500ml. A dosagem mais comum para homens gira em torno de 40μg/dia a 120μg/dia, enquanto para as mulheres, em torno de 40μg/dia a 80μg/dia.

Aplicações

Geralmente, as doses de Clenbuterol são administradas de forma crescente, como exemplo, o indivíduo inicia o primeiro dia utilizando uma dose de 40μg/dia e segue aumentando 20μg por dia até o quinto dia, no qual alcança a dosagem máxima 120μg, utilizada até o décimo-quinto dia.

A meia-vida dessa substância é de 35 horas, fato que prejudica a teoria de que se deve usá-lo por dois dias (“on”) e ficar outros dois dias sem usá-lo (em “off”). Pois, como ocorre com todas as outras drogas desse tipo, os receptores do sistema nervoso do usuário ficam saturados muito rápido, e isso faz com que os efeitos do Clenbuterol sejam diminuídos, sendo o principal motivo para o seu uso crescente.

Existem duas maneiras relativamente mais efetivas para o uso do Clenbuterol, ressaltando que as condições e os efeitos podem variar de pessoa para pessoa. Porém, o método mais interessante para a sua aplicação seria um ciclo ativo de 15 dias (“on”) e um intervalo de aplicação de sete dias (“off”), ou mesmo, 15 dias de ciclo ativo e outros 15 dias de intervalo. É importante ressaltar que o chamado “período on” representa o período no qual a substância está sendo administrada e o chamado “período off” é o período sem uso da substância. O “período off” é muito importante, pois, quanto maior ele for melhores serão os resultados do “período on” seguinte, ou seja, quanto mais tempo for usado de intervalo entre as aplicações, melhores serão os resultados obtidos no próximo período de ciclo ativo. Por isso, são necessários testes para que se determine qual é o ciclo mais adequado e eficaz para cada indivíduo.

Efeitos colaterais

O Clenbuterol também pode ocasionar no indivíduo alguns efeitos colaterais. Os efeitos podem se manifestar na forma de tremedeiras, principalmente nas mãos, além de dores de cabeça, taquicardia, insônia e câimbras. As câimbras podem ser remediadas pela ingestão de potássio, já os outros efeitos não possuem nenhuma forma de tratamento. Porém, existe um anti-histamínico chamado Cetotifeno que é utilizado para o tratamento de reações alérgicas, e possui a propriedade de restaurar a resposta dos mesmo transmissores que o Clenbuterol atinge. Portanto, é possível utilizar o Cetotifeno simultaneamente às doses de Clenbuterol para poder assim aumentar o período efetivo de uso da substância. Mesmo assim, esses são medicamentos controlados e não devem ser utilizados por qualquer indivíduo por períodos muito prolongados.